Fazer pesquisa “online” em Portugal é simples. Um computador e uma boa ligação à “internet” resolvem a questão e viabilizam o acesso. Sendo a “internet” o grande motor de busca democrático que é, fazer pesquisa não constitui um problema, como também não o acesso à informação.

Todos os motores de busca surgem de uma forma autónoma e equivalente, como em qualquer outro país. Tendo em conta agoogle-485611_960_720 vastidão da informação disponível, para se encontrar certos “sites” ou produtos, é necessário saber orientar a pesquisa no sentido da correta obtenção de resultados.

Recomenda-se que se inicie a pesquisa com um sólido motor de busca. Entre os mais reconhecidos estão o Google Chrome, o Internet Explorer ou o Mozilla Firefox. Na janela de pesquisa de cada motor, falta agora escolher as palavras certas para se obter os resultados desejados. Primeiramente, é importante notar que, para a obtenção de produtos ou páginas portuguesas, o melhor será realizar a pesquisa em língua portuguesa. Segundo, na eventualidade de estes estarem relacionados com um ponto geográfico, é necessário que às palavras-chave selecionadas se adicione alguma referência que ajude a refinar os resultados da pesquisa. De seguida, e considerando os resultados, deve fazer-se o seu apuramento, delineando mais e mais os conteúdos ou os dados relacionados com o que, de facto, procuramos.

Como é óbvio e fácil de admitir, quanto mais detalhada for a pesquisa, mais certeiros serão os resultados. Após a ordem de pesquisa, é necessário proceder a um filtro, de entre as opções fornecidas, e identificar qual é exatamente a que corresponde ao objeto da nossa pesquisa.

Quanto mais informação se introduzir em palavras de identificação simples pelo motor, mais próximos do pretendido serão os resultados da pesquisa efetuada. Ajuda igualmente realizar pesquisas comparativas em diferentes motores de busca, pois, em certas circunstâncias, obtêm-se não necessariamente resultados diferentes, mas pelo menos uma ordem de listagem distinta.